Hermenêutica Fenomenológica: A Investigação Filosófica de Husserl Sobre o que Afinal Acontece Quando Ocorre Compreensão (Uma Exploração da Primeira Investigação Lógica)/Phenomenological Hermeneutics: Husserl’s philosophical investigation of what then happ

Pensando - Revista de Filosofia 7 (13):5 (2016)
  Copy   BIBTEX

Abstract

Este ensaio examina a explicação de Husserl sobre o que afinal acontece quando ocorre a compreensão. Os tópicos de sua Primeira Investigação Lógica são familiares ao ponto de serem menosprezadas: distinções essenciais envolvendo atos conferidores de significação e preenchedores de significação e seus conteúdos, caracterizações dos atos conferidores de significação, a flutuação dos significados das palavras e a idealidade das unidades de significação, e os conteúdos fenomenológico e ideal das vivências de significação. Uma vez feitas as distinções essenciais, a investigação abre um caminho direto. Ela conduz dos atos psiquicamente reais de significação e seus conteúdos subjetivamente flutuantes às significações logicamente ideais e seus conteúdos objetivamente constantes. Dado que aparentemente a estratégia de Husserl para lidar com expressões essencialmente ocasionais e suas significações aparentemente flutuantes pode funcionar para a Lógica pura, com sua necessidade de rigor de identidade e determinação de sentido, mas não, entretanto, para o discurso ordinário, parece que a Primeira Investigação Lógica não pode prover uma explicação sobre a compreensão. Contudo, este ensaio tenta mostrar que Husserl apresenta uma hermenêutica fundamental na Primeira Investigação Lógica e que ela se volta da linguística para a ontologia, ou de ‘meras palavras’ para as ‘coisas elas mesmas’.: This paper examines Husserl’s account of what then happens when understanding takes place. The topics of his First Logical Investigation are familiar to the point of contempt: essential distinctions involving meaning-conferring and meaning-fulfilling acts and their contents, characterizations of meaning-conferring acts, the fluctuation of word meanings and the ideality of meaning unities, and the phenomenological and ideal contents of the experiences of meaning. Once the essential distinctions have been made, the investigation clears a straight path. It leads from mentally real acts of meaning and their subjectively fluctuating contents to logically ideal meanings and their objectively constant contents. Because it appears that Husserl’s strategy for dealing with essentially occasional expressions and their apparently fluctuating meanings may work for pure logic, with its need for strictness of identity and determinacy of sense, but not for ordinary discourse, however, it seems that the First Logical Investigation cannot provide an account of understanding. Yet this paper attempts to show that Husserl presents a foundational hermeneutics in the First Logical Investigation and that it turns from linguistics to ontology, or from ‘mere words’ to ‘things themselves’. Keywords: Understanding. Hermeneutics. Phenomenology. Husserl.

Links

PhilArchive



    Upload a copy of this work     Papers currently archived: 94,517

External links

Setup an account with your affiliations in order to access resources via your University's proxy server

Through your library

Similar books and articles

Lógica formal, transcendental e especulativa.Michela Bordignon - 2020 - Revista Filosófica de Coimbra 26 (52):311-338.
Uma apresentação dos conceitos de atitude e categoria em Eric Weil.Daniel Benevides Soares - 2021 - Veritas – Revista de Filosofia da Pucrs 65 (3):e37517.

Analytics

Added to PP
2021-05-13

Downloads
21 (#743,807)

6 months
14 (#257,475)

Historical graph of downloads
How can I increase my downloads?

Author's Profile

George Heffernan
Merrimack College

Citations of this work

No citations found.

Add more citations

References found in this work

No references found.

Add more references