Por uma educação matemática para além da reprodução

Prometeica - Revista De Filosofía Y Ciencias 27:432-442 (2023)
  Copy   BIBTEX

Abstract

Reflete-se sobre como a produção de vídeos envolvendo problemáticas do cotidiano pode contribuir para ler o mundo por meio dos conhecimentos matemáticos aprendidos em sala de aula. Os participantes foram 15 licenciandos/as em Matemática da Universidade Estadual de Goiás, integrantes do Programa de Residência Pedagógica, em Morrinhos (GO). As reuniões com os/as licenciandos/as ocorreram semanalmente, cada uma com 1 hora e 30 minutos de duração. Nelas foram discutidos textos sobre Educação e Educação Matemática. Paralelamente à discussão dos textos, debateu-se possibilidades para a produção de vídeos considerando os/as estudantes, da educação básica, como sujeitos produtores de conhecimento. Visando à produção de vídeos, em um primeiro momento foi apresentado aos/às residentes pedagógicos/as vídeos sobre possíveis situações problemáticas do cotidiano analisadas pela perspectiva da matemática e oferecidas orientações acerca da escolha da temática, da preparação de roteiros, da captação de áudio e vídeo e da edição. Foram produzidos 15 vídeos pelos/as estagiários/as e residentes pedagógicos cujos títulos foram: Covid-19; Bebida alcoólica; Universo LGBT+; Deficiência visual; Esgoto no Brasil; Agropecuária/Agronegócio; Endividamento de famílias brasileiras; Mapa da Fome; Trânsito; Jogos Digitais, Consumo de energia; Educação Financeira; Segurança do Trabalho. Cada um dos títulos supracitados contém uma sequência de 03 vídeos. Após realizarem as produções, professores formadores e acadêmicos/as discutiram sobre aprendizagens para a produção de vídeos e como ela pode contribuir com um envolvimento de estudantes em aulas de matemática. Produzir e orientar a produção desses vídeos contribuiu com a formação de professores de matemática com outras compreensões acerca dos papeis de professor e alunos na sala de aula. O processo de produzir e orientar na produção de vídeos viabilizou reflexões sobre diferentes problemáticas da vida das pessoas analisadas à luz da matemática. As orientações dos professores formadores aos acadêmicos e dos acadêmicos aos alunos da escola foram fundamentais para: escolher uma problemática, ou um assunto específico; destacar a relevância de levantar diversas fontes para a compreensão do objeto de estudos; produzir vídeos com melhor qualidade; refletir criticamente sobre problemáticas do cotidiano pela perspectiva da matemática.

Links

PhilArchive



    Upload a copy of this work     Papers currently archived: 89,703

External links

Setup an account with your affiliations in order to access resources via your University's proxy server

Through your library

Similar books and articles

Educação matemática crítica como um direito humano.Paula Andrea Grawieski Civiero & Ricardo Scopel Velho - 2023 - Prometeica - Revista De Filosofía Y Ciencias 27:640-648.
Educação Para o Pensar, Educação Matemática e PCN.André Luiz Sena Mariano - 2011 - Revista Sul-Americana de Filosofia E Educação 2.
Educação Matemática colorida e fora do armário.Igor Mohr & Paula Andrea Grawieski Civiero - 2023 - Prometeica - Revista De Filosofía Y Ciencias 27:602-612.
Empoderamento docente e educação matemática crítica.Mariana Dos Santos Cezar - forthcoming - Prometeica - Revista De Filosofía Y Ciencias.

Analytics

Added to PP
2023-07-28

Downloads
12 (#919,827)

6 months
11 (#126,697)

Historical graph of downloads
How can I increase my downloads?

Citations of this work

No citations found.

Add more citations

References found in this work

No references found.

Add more references