9 found
Order:
  1.  2
    Totalidade e finitude: sobre a singularização em Sartre.Marcelo Prates - 2023 - Trans/Form/Ação 46 (1):177-208.
    This article aims to analyze the problem of totality in Sartre in its relation with finitude. We begin with the problem of ontological solitude by which we analyze Being as the exteriority of indifference and the event of the it-self or ontological act. Postulating this event as a process of singularization and the life of the individual, we show how the finitude affects totality as totalization and singularization. Image condensed by the singular universal, the finitude, then, is not taken as (...)
    Direct download (2 more)  
     
    Export citation  
     
    Bookmark   1 citation  
  2. Finitude e singularidade: o jogo dos irredutíveis em Sartre.Marcelo Prates - 2022 - Griot 22 (3):63-79.
    Este artigo tem por objetivo analisar a noção de finitude na obra de Sartre como base para a antropologia existencial desenvolvida nela. Perpassando desde O ser e o nada até as últimas entrevistas, discutimos tal tese a partir das análises, sobretudo, de Bornheim, Moutinho e Mészáros. Para isso, num primeiro momento discute a relação entre ser, finitude e negação. Num segundo momento, associamos a noção de finitude com a de singularidade e como por ela é estabelecida a relação entre ontologia, (...)
    Direct download (3 more)  
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  3. O drama da existência: a ontologia de Sartre.Marcelo Prates - 2023 - Griot 23 (1):307-327.
    Este artigo tem por objetivo analisar os princípios da ontologia de Sartre. Partindo da discussão acerca do fundamento e da separação entre ser e nada, e ser e fenômeno, procuramos ressaltar a unidade sintética de tais princípios a partir da finitude e do indivíduo. Este movimento permite compreender o caráter prático desta filosofia e a forma própria da ontologia de Sartre, a saber, como uma antropologia existencial.
    No categories
    Direct download (3 more)  
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  4.  1
    Sujeito, Identidade e Pessoa.Marcelo Prates - 2021 - Philósophos - Revista de Filosofia 25 (2).
    O objetivo deste artigo é mostrar como na filosofia de Sartre o processo de personalização coaduna com o processo de singularização. Para isso explora-se a tese da transcendência do ego e a ideia de identidade na filosofia de Sartre, tendo como fundo a discussão sobre a liberdade e alienação. Em seguida mostra como pela noção de vivência foi possível reinterpretar tal jogo. Por fim afere à singularização como tessitura própria do sujeito livre.
    Direct download (2 more)  
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  5.  2
    Do singular ao singular: finitude, trans-historicidade e compreensão em Sartre.Marcelo Prates - 2021 - Griot : Revista de Filosofia 21 (3):268-282.
    This article aims to analyze in Sartre's philosophy the relation between the subjectivities from the notion of understanding. Differentiating knowledge of understanding, Sartre proposes that by understanding it is possible to apprehend subjectivity without making it an objective knowledge. Although he points this in several of his studies is the conference on Kierkegaard that this thesis becomes more manifest. In this article we try to demonstrate that this thesis modifies a whole perception about the freedom, so that it as a (...)
    Direct download (3 more)  
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  6.  4
    Genet e o mal: Sartre entre a ética e a estética.Marcelo Prates - 2019 - Trans/Form/Ação 42 (3):191-218.
    Resumo: Este artigo tem por objetivo apontar uma relação entre a estética e a ética em Sartre, mostrando que a constituição ética do indivíduo não se distingue da sua constituição estética. Primeiramente, parte-se da crítica que Merle faz em seu artigo à psicanálise existencial e se evidencia como o encontro com a história e a postulação de uma teoria da personalização nas obras biográficas destituem tais críticas. Num segundo momento, legitimam-se as postulações anteriores, apontando-se como na obra Saint Genet Sartre (...)
    Direct download (3 more)  
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  7.  2
    Finitude e personalização: a escolha original em Sartre.Marcelo Prates - 2021 - Griot : Revista de Filosofia 21 (1):410-432.
    This article aims to analyze in Sartre's philosophy the notion of personalization. Inserted in the framework of existential psychoanalysis, this notion elucidates about the original choice and the existential project. Since his first works, Sartre has presented an impersonal transcendental conscience, so that freedom as nadification is independent of psychic life. We want to demonstrate that from the development of existential psychoanalysis freedom is not separated from the notion of personalization, but presupposes it due to the finitude condition of freedom. (...)
    No categories
    Direct download (3 more)  
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  8.  2
    Liberdade, criação e finitude em Sartre: da qualidade singular à generosidade.Marcelo Prates - 2019 - Griot : Revista de Filosofia 19 (2):1-21.
    O objetivo deste artigo é apresentar a noção de criação no pensamento de Sartre. Tal noção não é predominante nos primeiros textos. Procuramos demostrar seu lugar no pensamento do filósofo. Primeiramente recorremos ao texto dos Cahiers pour une morale onde tal noção ocupa um lugar fundamental. Em seguida, mostramos como tal análise é retomada sobretudo na Critique de la Raison Dialectique. Tal análise explicitará o teor da criação como processo de singularização, de modo que o ser do indivíduo ou sua (...)
    No categories
    Direct download (2 more)  
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  9.  1
    Imaginação, realidade e possibilidade na filosofia de Sartre.Marcelo Prates - 2018 - Griot : Revista de Filosofia 17 (1):154-176.
    Este artigo tem por objetivo analisar uma das críticas de Mészáros à Sartre, qual seja, a da determinação negativa da totalidade. Partindo da distinção entre real e irreal regressamos à discussão entre o real e o imaginário e indicamos um terceiro elemento, o possível, como tessitura do real. O possível afere ao real como um movimento e denota este enquanto totalização. Assim, sempre como processo e possibilidade, o real e o total são compreendidos segundo a liberdade própria do sujeito.
    No categories
    Direct download (2 more)  
     
    Export citation  
     
    Bookmark