Results for 'Jo��o Marcus Figueiredo Assis'

1000+ found
Order:
  1.  16
    A Diocese de Nova Iguaçu frente à Chacina da Baixada Fluminense: Memória e Identidade.João Marcus Figueiredo Assis - 2008 - Horizonte 7 (13):69-84.
    Este artigo trata das mudanças ocorridas no universo religioso católico da Diocese de Nova Iguaçu, localizada na Baixada Fluminense, região metropolitana do Estado do Rio de Janeiro, conhecida pela situação de pobreza e pela violência, em especial por ação de grupos de extermínio. O evento que serve de base para investigamos tais mudanças ficou sendo denominado de Chacina da Baixada, que deixou 29 pessoas mortas e uma ferida no bairro da Posse em Nova Iguaçu. A diocese prontamente se mostrou solidária (...)
    Direct download (4 more)  
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  2.  29
    Resenha: ASSIS, João Marcus Figueiredo; RODRIGUES, Denise dos Santos . Cidadania, movimentos sociais e religião: abordagens contempor'neas. [REVIEW]Jair Souza Leal - 2014 - Horizonte 12 (35):1036-1042.
    Review ASSIS, João Marcus Figueiredo; RODRIGUES, Denise dos Santos . Cidadania, movimentos sociais e religião: abordagens contemporâneas. Rio de Janeiro: EdUERJ, 2013.
    No categories
    Direct download (3 more)  
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  3.  1
    REBALDE, Jo'o: Liberdade humana e perfeiçaô divina na Concordia de Luis de Molina. Porto, Ediçôes Húmus (Col. «Textos - Estudos de Filosofia Medieval», núm. 7), 2015. [REVIEW]Martín González Fernández - 2016 - Revista Española de Filosofía Medieval 23:403.
    No categories
    Direct download (2 more)  
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  4. Jo lewisooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooo commentary.D. O. Jo‘Veathera-Iiooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooo, L. O. Ke18eyoooooooooooooooooooo Oooooooooooooooooo, R. O. HolderOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOO, M. O. VeatchOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOO, J. O. LevineOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOO, Terrence F. Ackerman, Barbara Stanley, Michael Stanley, J. O. Lev-Ineooooooooooooooooooooooooooooo Oooooooooo & Oooo Cohenooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooo - 1984 - Bioethics Reporter 1 (1).
    No categories
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  5.  17
    O bruxo contra o comunista ou: o incômodo ceticismo de Machado de Assis.Gustavo Bernardo Krause - 2007 - Kriterion: Journal of Philosophy 48 (115):235-247.
  6.  6
    O bruxo contra o comunista ou: o incômodo ceticismo de Machado de Assis.Gustavo Bernardo Krause - 2007 - Kriterion: Journal of Philosophy 48 (115):235-247.
    No categories
    Direct download (3 more)  
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  7.  16
    Marcus Aurelius: A Guide for the Perplexed.William O. Stephens - 2012 - London, UK: Bloomsbury (Continuum).
    This book is a clear and concise introduction to the Roman Emperor Marcus Aurelius Antoninus. His one major surviving work, often titled 'meditations' but literally translated simply as 'to himself', is a series of short, sometimes enigmatic reflections divided seemingly arbitrarily into twelve books and apparently written only to be read by him. For these reasons Marcus is a particularly difficult thinker to understand. His musings, framed as 'notes to self' or 'memoranda', are the exhortations of an earnest, (...)
    Direct download (2 more)  
     
    Export citation  
     
    Bookmark   2 citations  
  8. In'ganjŏk sahoe ŭi kich'o: kongchŏk yŏngyŏk ŭi kusŏng.Se-jŏng O. (ed.) - 2014 - Sŏul-si: Minŭmsa.
    No categories
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  9.  15
    O humorista e o barrigudo: questões de política e estética na obra de Machado de Assis.Marco Cicero Cavallini - 2010 - Dialogos 14 (3).
    No categories
    Direct download  
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  10.  4
    A lente E o pince-nez: Machado de assis, espinosa E a cultura política no brasil.Luiz Carlos Montans Braga - 2019 - Cadernos Espinosanos 41:75-100.
    Machado de Assis, no conto _A Sereníssima República_, aponta, por meio da alegoria, problemas de fundo do sistema político brasileiro. Uma espécie de cultura da fraude estaria presente nos comportamentos das aranhas, o que impossibilitaria a implantação reta e precisa da lei, bem como a instituição da paz e da _securitas_. Sérgio Buarque de Holanda, ao analisar, a partir de fontes primárias, o período em que se passa o conto, constata os mesmos problemas que Machado de Assis apontara. (...)
    No categories
    Direct download (3 more)  
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  11.  11
    O Feminismo Interseccional na articulação do saber acadêmico e da ação política: reflexões a partir da experiência de um coletivo feminista.Priscila Silva De Figueiredo & Valéria Soares Martins - 2020 - Odeere 5 (10):334-344.
    O feminismo interseccional tem sido apontado como uma importante teoria na compreensão de como as opressões de gênero, classe e raça dentre outras, se relacionam entre si e interferem na vida de cada mulher, que acaba assim por experimentar a opressão de gênero a partir de um ponto de vista único. Além disso, a atuação de coletivos feministas tem sido fundamental na vida de mulheres, como espaços de empoderamento e de luta em prol de uma sociedade menos opressiva. Assim, apresentamos (...)
    No categories
    Direct download (2 more)  
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  12.  22
    O jogador Odisseu entre Calipso, Cila e Caríbdis: uma reflexão sobre a exploração dos jogos de azar pela Odisseia de Homero.José Eduardo Figueiredo de Andrade Martins - 2019 - Logos: Revista de Lingüística, Filosofía y Literatura 29 (1):78-93.
    Este artigo traça um paralelo entre os eventos da Odisseia e a exploração dos jogos de azar. Para tanto, utilizando-se livremente de várias abordagens filosóficas, é defendido que o ser humano é naturalmente um jogador, com uma liberdade que é restrita a partir do surgimento do Estado. Este, tendo seus desdobramentos representados por Calipso, Cila e Caríbdis, terá que harmonizar essa natureza com seu poder soberano, regulamentando a exploração dos jogos de azar.
    No categories
    Direct download (2 more)  
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  13.  22
    Sobre o prazer excedente: de Marcuse a Aristóteles.Edgardo Gutiérrez - 2007 - Discurso 36:243-256.
    As Freud convincingly shows, civilised political life is a source of constant uneasiness. Desire propels the subject towards an end that remains unfulfilled and pleasure is reduced to a transition from one moment of displeasure to another. Freud conceives pleasure as suppression of an absence, as the result of a process. Marcuse in his turn showed that excessive pleasure works as a counterbalance for displeasure, the repression of sexual impulse and the hypertrophy of the genitalia producing intense pleasure. A post-Freudian (...)
    Direct download (9 more)  
     
    Export citation  
     
    Bookmark   1 citation  
  14.  22
    A Espiritualidade Cética ou o Budismo Acidental de “O segredo do Bonzo” de Machado de Assis.Dilip Loundo & Teresinha Vânia Zimbrão da Silva - 2014 - Horizonte 12 (35):833-850.
    The objective of the present article is to support the idea that Machado de Assis’ work conforms well to what may be called a non-religious spirituality. For that, the article’s main focus is the analysis of the short story “O Segredo do Bonzo: Capítulo Inédito de Fernão Mendes Pinto”, published in 1882’s collection titled Papéis Avulsos, where the main principles of that spirituality, which is spread all over his work, are given in a nutshell. In a first moment, we (...)
    No categories
    Direct download (4 more)  
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  15. O papel da arte apresentado por Herbert Marcuse em a ideologia da sociedade industrial.Jorge Benedito de Freitas Teodoro - 2012 - Griot : Revista de Filosofia 5 (1):120-140.
    Este estudo tem como finalidade analisar a perspectiva da arte como parte do aparato de dominação social, desenvolvida na obra A ideologia da sociedade industrial, de Herbert Marcuse. Para isso, utilizaremos como referência constante as teorias propostas pelos filósofos da Escola de Frankfurt, em especial Theodor W. Adorno e Max Horkheimer no que diz respeito, sobretudo, ao termo “indústria cultural”, cujo conceito aparece no capítulo homônimo de A dialética do esclarecimento. Apoiaremo-nos também na tese de doutorado de Imaculada Kangussu, intitulada (...)
    No categories
    Direct download (2 more)  
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  16.  9
    Building a Typology of Forms of Misrecognition: Beyond the Republican-Hegelian Paradigm.Jo|[Atilde]|O. Feres - 2006 - Contemporary Political Theory 5 (3):259.
  17.  18
    Filósofo e operário: o soneto “Spinoza” de Machado de Assis.Fernando Bonadia de Oliveira - 2018 - Trans/Form/Ação 41 (4):31-52.
    Resumo: Machado de Assis, um dos mais famosos escritores brasileiros, oferece um retrato de Bento de Espinosa em um soneto de 1880. Em seus versos, o poeta combina, do início ao fim, a imagem do pensador como operário e como filósofo. Apesar de certa imprecisão nos traços estampados no retrato, o artigo pretende mostrar que o soneto pode, tanto quanto o poema “Spinoza”, de Jorge Luis Borges, operar como um primeiro convite ao estudo do espinosismo. Embora não haja qualquer (...)
    Direct download (3 more)  
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  18.  28
    O grotesco em Machado de Assis: uma leitura de a causa secreta.Sílvia Maria Azevedo - 1988 - Trans/Form/Ação 11:77-88.
    Na primeira parte deste trabalho -"Grotesco, literatura, leitor" - discutiu-se o conceito de grotesco, configurado em termos literários, nas suas articulações com a ficcionalidade e a recepção. Na segunda parte - "O leitor e o grotesco em A CAUSA SECRETA" - procedeu-se à leitura do conto machadiano na perspectiva de um texto onde o grotesco, resultado da estruturação do conto, encontra-se configurado em termos ficcionais.A la première partie de ce travail -"Grotesque, littérature, lecteur" - on a discuté le concept de (...)
    Direct download (7 more)  
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  19.  8
    O livro de Jó e o desafio da verdadeira religião.Tiago de Fraga Gomes - 2016 - Revista de Teologia 10 (18):220-232.
    The central problem of the book of Job is represented in the question on how to combine the evils of an innocent with the righteousness of God. For the current doctrine of earthly rewards, such a case would be paradoxical. If each one must be treated according to his works, as a righteous man can suffer? There is a link between suffering and personal sin. Against this strict correlation, Job stands up with all the strength of his innocence. He fights (...)
    No categories
    Direct download (2 more)  
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  20. Epodos E sátiras – magia?: O olhar crítico de horácio E Machado de assis.Idemburgo Frazão - 2009 - Principia: Revista do Departamento de Letras Clássicas e Orientais do Instituto de Letras 1 (18):61-73.
    A questão da magia sempre despertou a atenção das pessoas pela suposta possibilidade que teria de interferir no seu “destino”. Na literatura, muitos autores já trouxeram para o debate reflexões acerca da possibilidade do acesso dos seres humanos às chamadas “forças ocultas”. Horácio e Machado de Assis são dois desses importantes autores. Alguns de seus textos, principalmente aqueles de conteúdo satírico, suscitam interpretações críticas sobre a forma como se tem tentado manipular, de diversas maneiras, para proveito pessoal, o campo (...)
    No categories
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  21.  26
    O sublime explicado às crianças.Virginia Figueiredo - 2011 - Trans/Form/Ação 34 (s2):35-56.
    Como o próprio título indica, este ensaio pretende dialogar com a recepção do sublime kantiano pela fi losofi a francesa contemporânea, sobretudo com Jean-François Lyotard. Dessa forma,ao invés de ressaltar as consequências inevitável ou sistematicamente morais do sublime kantiano, como fez, de um modo geral, o comentário mais tradicional da fi losofi a crítica de Kant, este ensaio tenta interpretar o sublime como sendo essencialmente uma experiência da arte, seguindo assim de perto aquela tradição francesa. Mas, ao mesmo tempo, tomando (...)
    Direct download (4 more)  
     
    Export citation  
     
    Bookmark   1 citation  
  22. ¿Géneros O estrategias? Discursos históricos Y cinematográficos en el cine chileno de ficción.Hans Stange Marcus, Claudio Salinas Muñoz, José Miguel Santa Cruz Grau & Eduardo Santa Cruz Achurra - 2018 - Aisthesis Revista Chilena de Investigaciones Estéticas 63:9-25.
    No categories
    Direct download (2 more)  
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  23.  36
    O Abismo da Liberdade: Arendt vs. Kierkegaard e Sartre.Lídia Figueiredo - 2008 - Revista Portuguesa de Filosofia 64 (2/4):1127 - 1140.
    A filosofia da existência, que aqui tacitamente se considera iniciada por Søren Kierkegaard, constitui o solo, depois trabalhado por Heidegger, em que se haveriam de desenvolver as obras de Hannah Arendt e Jean-Paul Sartre. Os percursos do pensamento de Kierkegaard, Sartre e Arendt assumiram, no entanto, uma configuração claramente distinta. Os três filósofos definem o ser humano como existência e como liberdade. Em Kierkegaard e Sartre, a existência é apreendida como absurdo e a liberdade ensombrada pela angústia perante o abismo (...)
    Direct download  
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  24. O-minimal de Rham Cohomology.Rodrigo Figueiredo - 2022 - Bulletin of Symbolic Logic 28 (4):529-529.
    O-minimal geometry generalizes both semialgebraic and subanalytic geometries, and has been very successful in solving special cases of some problems in arithmetic geometry, such as André–Oort conjecture. Among the many tools developed in an o-minimal setting are cohomology theories for abstract-definable continuous manifolds such as singular cohomology, sheaf cohomology and Čech cohomology, which have been used for instance to prove Pillay’s conjecture concerning definably compact groups. In the present thesis we elaborate an o-minimal de Rham cohomology theory for abstract-definable $C^{\infty (...)
    Direct download (2 more)  
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  25.  20
    O autor de si mesmo: Machado de Assis leitor de Schopenhauer.Rosa Maria Dias - 2005 - Kriterion: Journal of Philosophy 46 (112):382-392.
    Direct download (2 more)  
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  26.  26
    O autor de si mesmo: Machado de Assis leitor de Schopenhauer.Rosa Maria Dias - 2005 - Kriterion: Journal of Philosophy 46 (112):382-392.
    Direct download (4 more)  
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  27. Marcus, Ernst, Kants Weltgebäude. Eine gemeinverständliche Darstellung in Vorträgen. [REVIEW]O. Döring - 1918 - Société Française de Philosophie, Bulletin 22:486.
    No categories
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  28. Marcus, Ernst, Kants Weltgebäude. Eine gemeinverständliche Darstellung in Vorträgen. [REVIEW]O. Döring - 1918 - Kant Studien 22:486.
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  29.  22
    O projeto fenomenológico de fundação das ciências.Marcus Sacrini - 2009 - Scientiae Studia 7 (4):577-593.
    m primeiro lugar, este artigo esclarece que o sentido de fundação das ciências proposto por Husserl não deve ser confundido com algum tipo de fundacionismo epistêmico (seção 1). Em seguida, expõe o primeiro modelo de fundação do conhecimento defendido por Husserl, em Filosofia da aritmética, e as principais críticas recebidas (seções 2-3). Por fim, acompanha a elaboração de um segundo modelo, apresentado em Prolegômenos à lógica pura (seções 4-7).
    Direct download (6 more)  
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  30. Maria José figueiredo, O peri ideán E a crítica aristotélica a platão. [REVIEW]José Trindade Santos - 1996 - Philosophica 7:189-191.
    No categories
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  31. Nominação, historicidade e modernidade literária em Machado de Assis.Raquel Campos - 2016 - In Maria Bernardete Ramos Flores, Maria de Fátima Fontes Piazza & Patricia Peterle (eds.), Arte e pensamento: operações historiográficas. Rafael Copetti Editor.
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  32.  18
    Ensaio sobre o diálogo: as relações intertextuais entre José Saramago, Pieter Bruegel e Van Gogh.Murilo de Assis Macedo Gomes - 2017 - Bakhtiniana 12 (3):37-53.
    No categories
    Direct download (2 more)  
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  33.  1
    Maria José Figueiredo, O Peri Ideôn e a Crítica Aristotélica a Platão. [REVIEW]José Trindade Santos - 1996 - Philosophica: International Journal for the History of Philosophy 4 (7):189-191.
    No categories
    Direct download (2 more)  
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  34. Rastros da trajetória docente: Apontamentos sobre O processo de constituição de um professor de teatro.Ricardo Carvalho de Figueiredo - 2016 - Saberes Em Perspectiva 6 (14):49-65.
    O presente artigo apresenta a noção de história de vida e como essa pode influenciar a prática docente na formação do professor de teatro. Nesse texto o autor recorreu ao seu percurso biográfico para compreender os caminhos trilhados para, na condição de formador de outros professores de teatro, compreender como vem construído sua prática pedagógica. Metodologicamente buscou rastros de três encontros biográficos que permitiram experiências formadoras colocando o autor em tempos e lugares de aprendizagem, consolidando um processo formativo a partir (...)
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  35. Erwin Schrödinger e o Princípio de Mach.A. K. Assis & Osvaldo Pessoa Jr - 2001 - Cadernos de História E Filosofia da Ciéncia 11 (2).
    Apresentamos os conceitos de inércia, espaço e tempo na mecânica newtoniana. Analisamos o princípio de Mach, segundo o qual a inércia de qualquer corpo é devida a sua interação com os corpos distantes do universo. Em seguida explicamos porque, em geral, a teoria da gravitação de Einstein não implementa este princípio. Discutimos então o trabalho de Erwin Schrödinger que apresenta uma formulação alternativa para a mecânica baseada numa lei de Weber para a gravitação e que é compatível com as idéias (...)
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  36. Sannfæring og rök: gagnrýnin hugsun, hversdagslegar skoðanir og rakalaust bull.Ólafur Páll Jónsson - 2016 - Reykyavík: Heimspekistofnun Háskólaútgáfan.
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  37.  12
    O problema da fenomenologia existencial.Marcus Ferraz - 2004 - Manuscrito 27 (2):259-281.
    Neste artigo, acompanha-se a formulação do projeto filosófico de Merleau-Ponty em suas primeiras obras, frisando a necessária reforma da fenomenologia husserliana para que os temas existenciais pudessem ser contemplados pela investigação. Porém, uma vez centrada a feno-menologia nas vivências particulares, surge o problema da validade geral das suas teses, cuja resolução pede a extensão da necessidade até a experiência concreta.In this article, I discuss the formulation of Merleau-Ponty’s philosophical project in his early writings and stress the necessary reform of the (...)
    No categories
    Direct download  
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  38.  7
    Sobre o estudo da filosofia indiana.Marcus Sacrini - 2014 - Discurso 43:229-252.
  39.  6
    O frequente.Oswaldo Porchat de Assis Pereira - 1970 - Discurso 1 (1):71-82.
    No categories
    Direct download (2 more)  
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  40.  47
    Marcus Aurelius. A Guide for the Perplexed, by William O. Stephens.Andrew Fiala - 2014 - Ancient Philosophy 34 (2):458-462.
  41. Han'guk ch'ŏrhak kwa piŭp tigŭt ch'ŏrhak.Pak So-jŏng - 2021 - In Se-man Ch'oe & Sang-wŏn Kim (eds.), X ŭi chonjaeron ŭl toemutta. Sawŏl ŭi Ch'aek.
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  42.  16
    Marcuse and the Language of Power: The Unfair Discourse of "Fairness" in the Coalition Government's Policy Presentation.Mark O'brien - 2013 - Radical Philosophy Review 16 (1):187-203.
    This paper considers the political manipulation of language in the UK governmental fairness agenda. It employs Marcuse’s analytical notion of the suppression of the transitive meaning of “the word” within “the sentence.” Further to this it links the operationalizing of language with positivist and uncritical policy epistemologies used by the UK coalition government. Using this theoretical framework the paper draws out the two broad meanings of the term “fairness” used to legitimate public-sector cuts on the one hand, and by researchers (...)
    Direct download (2 more)  
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  43. Inny: eseje o spotkaniu.Józef Tischner - 2017 - Kraków: Wydawnictwo Znak.
    Inny -- Wydarzenie mowy -- Epizody sensu.
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  44. Marcus Aurelius.William O. Stephens - 2005 - In Patricia F. O'Grady (ed.), Meet the philosophers of Ancient Greece: everything you always wanted to know about ancient Greek philosophy but didn't know who to ask. Aldershot, UK: Ashgate. pp. 211-213.
    How putrid is the matter which underlies everything. Water, dust, bones, stench. Again, fine marbles are calluses of the earth; gold and silver, its sediments; our clothes, animal-hair; their purple, blood from a shellfish. Our very breath is something similar and changes from this to that. Meditations, 9 36).
     
    Export citation  
     
    Bookmark   1 citation  
  45.  5
    A escravidão e seus locais de memória – O Rio de Janeiro e suas “maravilhas”.Renata Figueiredo Moraes - 2017 - Odeere 1 (2).
    O Rio de Janeiro colonial e escravista é um contraste à ideia de cidade maravilhosa. Apesar do esforço atual de inserir o quesito “maravilha” na região portuária, foi por ela que milhares de africanos destinados a escravização chegaram. O texto reflete sobre o Cais do Valongo e o cemitério dos pretos novos, tratando-os como locais de memória do tráfico e dos descendentes de africanos escravizados. Os diferentes usos públicos e políticos feitos desses locais também serão tratados uma vez que tem (...)
    No categories
    Direct download (2 more)  
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  46. O homem e seus múltiplos.Virginia de Araujo Figueiredo - 2021 - REVISTA APOENA - Periódico dos Discentes de Filosofia da UFPA 3 (5):42.
    O presente artigo é uma homenagem ao filósofo e professor brasileiro Benedito Nunes. Como foi escrito num período histórico de profunda crise sanitária (pandemia da Covid-19), política (ascensão ao poder do neofascismo no Brasil), social (preponderância do sentimento de ódio entre as classes, as pessoas e até dentro das famílias), econômica (aumento da miséria, reingresso do país no Mapa da Fome), numa palavra: crise humanitária, reuni algumas tentativas de definição de homem, ser humano ou essência humana. Não me restringi às (...)
    No categories
    Direct download (2 more)  
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  47. Reflexos E espelhamentos – O mito de narciso E o duplo em O espelho - esboço de Uma Nova teoria da Alma hUmana de Machado de assis.Juliana C. Chagas Pereira - 2010 - Principia: Revista do Departamento de Letras Clássicas e Orientais do Instituto de Letras 2 (21):65-72.
    Este trabalho pretende verificar como a questão do duplo expressa já no mito de Narciso é revisitada e reelaborada no conto machadiano O espelho – esboço de uma nova teoria da alma humana, e a partir desta, o conceito de identidade é discutido.
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  48. Redistribuzione o riconoscimento? di Nancy Fraser e Axel Honneth.Marcus Ohlström, Marco Solinas & Olivier Voirol - 2010 - Iride: Filosofia e Discussione Pubblica 23 (2):443-460.
  49.  11
    Diálogos da dúvida: O eterno marido, de Dostoiévski e Dom Casmurro, de Machado de Assis.Andréa de Barros - 2015 - Bakhtiniana 10 (3):130-147.
    No categories
    Direct download (3 more)  
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  50.  49
    Marcuse, Husserl and the crisis of the sciences.John O'Neill - 1988 - Philosophy of the Social Sciences 18 (3):327-342.
1 — 50 / 1000