A transanimalidade do homem: Uma premissa do princípio responsabilidade

Dissertatio 32:77-97 (2010)
  Copy   BIBTEX

Abstract

Pretende-se, nesse artigo, mostrar como o conceito de transanimalidade do ser humano serve de fio condutor que fornece pistas para pensar as premissas do princípio responsabilidade formulado por Hans Jonas. Para tanto, analisar-se-á a noção de liberdade natural e seus perigos no que diz respeito ao não-ser, bem como a noção de liberdade dialética da condição humana como parte da singularidade da existência animal. Constatar-se-á que, no caso humano, a evolução da vida atingiu seu ápice, o que se verifica por sua existência transanimal revelada pelas ideias de técnica, arte e metafísica. Chega-se, assim, à noção de que é no humano como transanimal que a liberdade alcança seu auge e, consequentemente, nele se efetiva a demanda da responsabilidade.

Links

PhilArchive



    Upload a copy of this work     Papers currently archived: 76,479

External links

Setup an account with your affiliations in order to access resources via your University's proxy server

Through your library

Similar books and articles

O conceito de mal radical.Adriano Correia - 2005 - Trans/Form/Ação 28 (2):83-94.
Por que a responsabilidade? - Why responsibility?André Brayner de Farias - 2012 - Conjectura: Filosofia E Educação 17 (1):187-198.
Por que a responsabilidade?-Why responsibility?André Brayner de Farias - 2012 - Conjectura: Filosofia E Educação 17 (1).

Analytics

Added to PP
2019-06-29

Downloads
8 (#989,686)

6 months
1 (#455,463)

Historical graph of downloads
How can I increase my downloads?

Author's Profile

Citations of this work

No citations found.

Add more citations

References found in this work

Add more references