Leibniz: o infinito no corpo org'nico

Cadernos Espinosanos 31:28 (2015)
  Copy   BIBTEX

Abstract

O corpo orgânico é concebido como uma unidade e pode ser pensado como substância corpórea. A relação entre alma e corpo não é apenas uma relação de harmonia preestabelecida entre uma mônada dominante e infinitas mônadas, mas também um vínculo substancial entre mônadas. A união substancial e a harmonia preestabelecida são duas explicações possíveis e compatíveis a respeito do mesmo. Embora a explicação do “vínculo” só compareça na correspondência entre Leibniz e Des Bosses, as grandes teses a respeito do corpo já estavam dadas na filosofia de Leibniz desde 1686.

Links

PhilArchive



    Upload a copy of this work     Papers currently archived: 74,213

External links

Setup an account with your affiliations in order to access resources via your University's proxy server

Through your library

Similar books and articles

Observações Sobre a Sexta Meditação de Descartes.Ethel Rocha - 2006 - Cadernos de História E Filosofia da Ciência 16 (1).
Sintomas E Perda de Corpo.Claudia Murta - 2014 - Veritas – Revista de Filosofia da Pucrs 59 (2):304-314.
Sintomas e perda de corpo.Claudia Murta - 2014 - Veritas – Revista de Filosofia da Pucrs 59 (2):304-314.
O Argumento Em Favor Da União Corpo E Alma Em Descartes.Ethel Rocha - 2008 - Cadernos de História E Filosofia da Ciência 18 (1).

Analytics

Added to PP
2020-12-22

Downloads
1 (#1,489,440)

6 months
1 (#414,449)

Historical graph of downloads

Sorry, there are not enough data points to plot this chart.
How can I increase my downloads?